TV BOAS NOVAS - PÁ

Watch live streaming video from boasnovas at livestream.com

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Palavra de Vida: PROPICIAÇÃO

Palavra de Vida: PROPICIAÇÃO

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

PROPICIAÇÃO

"Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo".(1 João 2: 2)

    A palavra grega traduzida por PROPICIAÇÃO é HILASMOS que significa o ato de aplacar, acalmar ou desviar a ira.
    A Bíblia nos diz que todos éramos por natureza filhos da ira (Ef 2:1-3). Ou seja, éramos, todos, devido a natureza pecaminosa alvos da ira de Deus! Não havia em nós nada que podesse ser usado para desviar ou aplacar a ira divina. Ao contrário, ao olhar para a raça humana, Deus constatou que não havia um justo sequer ( Sl 14:1-3; Rm 3:10-18). Esse olhar do Senhor para a humanidade, não contemplou somente as pessoas da época em que o texto foi escrito mas todos os seres humanos de todas as eras.
    No passado, no presente nem no futuro haveria, entre os filhos dos homens, alguém que podesse ser considerado justo diante de Deus.
Sendo conhecedor de nossa natureza e de nossas extremas limitações (Sl 103:14), Deus, em sua grande misericórdia e em demonstração de sua maravilhosa Graça, Ele mesmo providenciou um instrumento, algo que resolvesse esse problema aplacando ou desviando essa ira.
    No Antigo Testamento, a propiciação ocorria quando o sumo sacerdote derramava o sangue de um cordeiro sobre a tampa da arca da aliança, o propiciatório. Era uma cerimônia que ocorria anualmente, no chamado dia do perdão. Ao realizar esse ato, o sacerdote apresentava diante de Deus esse sangue, que representava vida, para substituir o sangue dos homens pecadores que, ao transgredir as leis do Senhor, tornavam-se dignos de serem destruídos.
O sangue de um animal inocente, perfeito, sem mácula alguma, era derramado para expiar o pecado do povo, concedendo-lhes perdão e a continuação da vida. Esse sacrifício, porém, era imperfeito e teria que ser repetido várias vezes já que era apresentado por homens imperfeitos.
    Chegando, então, a plenitude dos tempos Deus manda a solução para esse problema, proporcionando o instrumento ideal, devido a sua natureza perfeita, para realizar um sacrifício perfeito e , assim, resolver o maior problema da humanidade: O pecado e suas consequências.
    O pecado não apenas afasta o ser humano de Deus (Is 59:2) mas, também o conduz a destruição e a morte eterna (Rm 6:23a).
    Jesus Cristo foi o cordeiro enviado por Deus para ser sacrificado e, assim, ser a propiciação pelos  nossos pecados ( João 1:29).
    Ao entregar sua vida na cruz o Senhor Jesus foi a declaração de amor de Deus por uma humanidade perversa e sem amor afim de conceder-lhes o meio de tirá-los do caminho da destruição e conduzí-los a vida eterna (João 3:16).
    Sem que nenhum de nós tivéssemos feito algo para merecer, sem que ao menos uma atitude de amor para com Ele fosse demonstrada por nós, Ele nos amou.
    João disse que :"Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados" (1 João 4:10).
    O Senhor não esperou ser amado pela humanidade (1 João 4:19), até porque nossa natureza pecaminosa nunca nos levaria a procurá-lo, se dependesse de nós estaríamos completamente perdidos. Mas, na cruz, Deus reconciliou os homens consigo (2Co 5:19; Cl 1:19-22) e nos proporcionou um caminho para que pudéssemos chegar até Ele (João 14:6).
    Jesus foi a personificação da grandiosa Graça salvadora (Tt 2:11). A maior demonstração de amor foi feita na cruz.
Graças a essa manifestação de amor é que deixamos de ser inimigos de Deus (Cl 1:20-21) e alvos de sua irá para nós tornarmos filhos por este tão grande amor (1 João 3:1-2).
    Este ato de amor não está restrito a algums! João deixa claro para seus leitores, que era a igreja, o fato dessa propiciação está disponível a toda a humanidade. Por isso ele enfatizou: "... e não somente pelos nossos, mas também pelos pecados de todo o mundo".
    Todos podem alcançar essa propiciação bastando somente entregarem suas vidas a Cristo Jesus pois é através Dele e Nele que alcançamos a misericórdia divina e podemos nos achegar ao trono da Graça (Hb 4:14-16).